Venda

5 problemas mecânicos para checar antes de comprar um carro usado

Comprar um veículo de segunda mão exige muita atenção e cuidado. Afinal de contas, problemas mecânicos em carros usados não são incomuns e alguns deles podem ser facilmente indicados no momento da compra. 

É importante ter em mente, antes de pesquisar a compra de um novo veículo, que o uso regular por parte dos antigos proprietários acarreta um desgaste natural. Mas, para além disso, existem problemas que podem surgir em decorrência do mau uso. 

Nesses casos, você tem dois caminhos a seguir: ou desiste da compra, ou negocia um preço melhor, para poder consertar os problemas depois. O importante é ficar atento para não acabar comprando um “carro-bomba”, como se ele estivesse em bom estado. 

Veja algumas dicas: 

1. Estado dos pneus

Os pneus são componentes importantíssimos, pois são eles que transmitem para o solo toda a potência e condição de uso do veículo. Portanto, qualquer desvio no seu desgaste natural significa problema mecânico. 

O desgaste da borracha deve ser uniforme. Caso os pneus apresentem diferenças em suas condições, podem estar sinalizando que algo não vai bem com o alinhamento das rodas. Nesse caso, há a chance do veículo  já ter sofrido alguma avaria grave na suspensão. 

Além da dirigibilidade ruim, o desgaste acentuado pode gerar bolhas e até furos constantes dos pneus. 

2. Barulhos nas correias

Antes de rodar com o carro para verificar sua condição, ligue o motor com o capô ligado e aproxime os ouvidos do motor. Chiados agudos vindo das polias são sinal de que algumas correias podem estar desgastadas. 

Com relação à correia dentada, não há como saber o seu estado, já que ela não dá sinais de desgaste. Portanto, se optar por comprar o carro, leve-o ao mecânico e peça a troca do componente. 

Se ela se romper, o prejuízo será enorme. 

3. Alinhamento da carroceria

Carros que sofreram batidas fortes costumam ficar com a carroceria desalinhada. Verificar isso não é difícil. Basta ver se as portas, capô e tampa do porta-malas se fecham com facilidade. Se tiver que bater com mais força, é sinal de que podem haver problemas. 

Carros batidos nem sempre são um problema, desde que o conserto seja bem feito. O desalinhamento denuncia que podem haver pontos de fragilidade na carroceria, trazendo risco de maiores problemas no futuro. 

4. Engate das marchas

Os carros atuais possuem caixas de câmbio muito bem calibradas, de modo que as marchas se encaixem facilmente. No seu test-drive fique atento aos engates e veja se há muita dificuldade em determinadas posições. 

Em caso positivo, é bem provável que a caixa de câmbio do carro já tenha sido aberta para a realização de uma manutenção mais profunda. 

5. Parte elétrica

Problemas elétricos surgem por diversos motivos. Desde um cabo partido até uma grave infiltração de água podem acarretar um mal funcionamento de toda a parte elétrica e eletrônica do veículo.

 A manutenção destss componentes tende a ser cara, principalmente devido à mão de obra, já que é necessário desmontar boa parte do revestimento interno. 

Portanto, antes de optar pela compra de um carro, teste todas as luzes para ver se estão funcionando corretamente. 

Com essas dicas, você conseguirá identificar problemas mecânicos em carros usados e, certamente, fugirá das armadilhas do mercado. Se quiser saber mais sobre este e outros temas relacionados, não deixe de assinar a nossa newsletter!

Você pode gostar
Por que terceirizar a venda de veículos?
Vai vender o carro? Veja 5 dicas para negociar o valor do veículo

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This