Venda

Como saber o valor do carro no mercado? Respondemos essa pergunta

Quem está precisando vender ou comprar um carro sempre acaba tendo essa dúvida: como saber o valor do carro? Muitos fatores podem influenciar a precificação, como o cuidado e até o carinho que o dono tem pelo veículo, mas é preciso se atentar ao valor de mercado.

Como saber o valor do carro no mercado?

Existem alguns métodos e ferramentas disponíveis para fazer a precificação de um veículo. Algumas delas são boas apenas como referência, pois indicam a taxa média de depreciação do veículo com o passar dos anos, mas colocam o preço do carro fora da realidade do mercado.

Assim, para te ajudar a descobrir o valor certo do carro, vamos te mostrar as 3 principais opções para fazer sua consulta e entender melhor o preço do veículo que você está precisando vender ou comprar. Vamos começar?

1. Tabela Fipe

Talvez o mais conhecido pelos proprietários, a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) é a tabela que determina o valor e a depreciação com o tempo de bens de consumo no Brasil.

Ela se tornou bastante popular por ser a tabela escolhida pelas seguradoras na hora de calcular o preço do seguro. No entanto, para determinar o valor de um carro, ela não é nem de longe a melhor opção.

A tabela deixa de fora do cálculo de valor fatores como a raridade do veículo, o estado de conservação, a procura no mercado e outros mais que influenciam no preço do carro.

2. Molicar

A Molicar não é bem uma tabela, mas sim um extenso banco de dados com os valores praticados para cada veículo no país. Além de ser mais abrangente em relação a fatores como o cuidado e o estado de conservação, essa ferramenta também tem a depreciação como referência.

O único problema da Molicar é que ela é paga e seu preço é bem salgado, especialmente se você não for garagista. Assim, se você está precisando vender ou comprar apenas um veículo, aconselhamos o método de pesquisa abaixo.

3. Classificados automotivos

Os classificados automotivos, por mais incrível que possa parecer, ainda são a maneira mais apurada de saber o valor de mercado de um veículo.

Neles, fica muito claro o peso que o estado de conservação e a apreciação de certos veículos em determinadas regiões pode exercer no preço de venda.

Assim, por mais que exista uma tabela como a Fipe, que centraliza o valor do veículo por estado, a realidade é muito diferente e cada carro acaba sendo comprado/vendido em faixas de preço diferentes em determinadas cidades e regiões que não coincidem com a média do estado.

Por isso, antes de vender o comprar um carro, sempre tenha em mãos os classificados automotivos da sua cidade e região. Assim, se você pretende vendê-lo ou comprá-lo pelas redondezas, saberá que o valor será sempre justo.

O estado do carro faz diferença?

Como diria o ditado, às vezes o barato sai caro. Portanto, se estiver comprando, não tenha medo de investir um pouco a mais num carro bem cuidado. Carros assim são geralmente mais confiáveis e as chances de você ter um problema são mínimas.

Agora que você já sabe como determinar o valor do carro, que tal saber onde anunciar seu carro para obter as melhore opções de venda?

Você pode gostar
Vai vender o carro? Veja 5 dicas para negociar o valor do veículo
Vender seu carro para particulares é uma boa ideia?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This