Cuidados

Quanto custa manter um carro? Veja 8 principais gastos!

A maioria das pessoas sabe que um carro não é um investimento barato — ainda mais no Brasil. Os preços são mais altos que em vários países do mundo, e a alta incidência de impostos tornam o negócio ainda mais difícil de ser concretizado.

Mas você sabia que os gastos com carro vão muito além desses iniciais? É isso mesmo! Existe todo um custo por trás para manter o veículo rodando. Para saber quais são eles e se preparar para valer, não deixe de ler este post até o fim:

1. Taxação e impostos obrigatórios

Não tem como fugir: você compra um veículo e precisa pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores — ou o famoso IPVA. Esse é um imposto estadual e que pode variar muito, dependendo do modelo do carro, do ano e até mesmo do estado.

Essa é uma obrigatoriedade, ou seja, não tem como fugir. Então, quem é pego sem esse imposto em dia pode ser multado e ter o veículo apreendido até o pagamento ser concretizado (incidindo um valor diário para o tempo que ficar preso).

O seguro obrigatório (DPVAT) é outra obrigação comum — e que deve ser paga junto com IPVA, logo no começo do ano. Ele foi criado para amparar quem é vítima de acidentes de trânsito, ajudando muito na recuperação de cada uma dessas pessoas. Em 2017, o valor cobrado de quem tem carro foi de R$ 63,69.

2. Licenciamento

Esse é outro tipo de pagamento que deve ser feito e que testifica que o veículo tem condições de circulação. É algo como uma comprovação que aquele modelo está apto para transportar pessoas — e também é obrigatório.

Ele também é pago ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e varia de estado para estado. Ainda assim, você precisa estar com os outros encargos em dia, como pagamento de multas, IPVA e seguro obrigatório.

3. Seguro

Embora não seja uma obrigação, muitas pessoas acabam optando pela compra de um seguro para o veículo — principalmente considerando um país tão inseguro como o Brasil.

Esse é mais um caso em que o valor pode variar muito, mas faz todo sentido. Pare para pensar que aqui esse ponto depende do que está sendo assegurado (quanto mais caro o carro, mais caro o seguro) e o perfil do motorista. Se é uma pessoa jovem e com poucos anos de carteira, podemos presumir que ela tem menos experiência e pode colidir com mais facilidade, certo? 

Somado a isso, se ele dorme em garagem e os tipos de deslocamento também contam muito no preço final. Para garantir a melhor condição, não deixe de simular em várias seguradoras diferentes e encontre o melhor custo-benefício para você.

4. Combustível

Para um veículo rodar, ele precisa de combustível. Esse é um dos maiores gastos com carro, principalmente se você é uma pessoa que precisa se movimentar muito durante o dia, pois vai precisar de mais combustível para isso.

O consumo varia muito do tipo de motor que o veículo tem. Os mais econômicos são os 1.0 e, conforme a força vai crescendo, o gasto também. Isso significa que carros 2.4 normalmente gastam mais combustível do que os modelos 1.0.

Se você ainda está pensando em comprar, vale a pena parar um pouco e pesquisar entre os modelos que gosta qual é o mais econômico.

5. Revisão e manutenção

A revisão de veículo é um procedimento comum para fazer com que continue operando com toda segurança que dispõe. Isso significa que os motoristas responsáveis devem levar o carro periodicamente para a revisão, um ponto que representa um gasto, mas é muito positivo.

Quando o veículo é novo, o ideal é que as revisões sejam feitas em concessionárias para assim garantir o seguro oferecido pela montadora. Isso pode significar ainda mais gastos com carro, mas é bom ter em mente que é por um bom motivo e é uma maneira de amortizar a depreciação.

A manutenção também acontece vez ou outra, evidenciando a necessidade de trocar o óleo, filtro do ar, pastilha de freios e outros pontos. Embora não costumem ser contabilizados, eles costumam acontecer de tempos em tempos, especialmente acompanhando a quilometragem do veículo.

6. Limpeza

Manter o carro devidamente limpo também envolve alguns gastos. É claro que você pode assumir essa atribuição, mas vai ter o mínimo de gasto para a compra dos materiais necessários.

Caso não tenha tempo ou disposição para a tarefa, é bom contabilizar também o gasto com lavagem. Ele costuma girar entre R$ 10,00 e R$ 50,00, dependendo bastante do tipo de lavagem que você quer e o modelo do carro.

7. Outros gastos

Não podemos deixar que citar que alguns gastos podem aparecer mesmo quando não se está esperando (ou contando com eles). Pense que você se envolveu em um acidente inesperado. Vai ter que pagar a franquia do seguro se quiser consertar tudo e manter o carro em dia, certo?

Mesmo quando não vale a pena acionar o seguro, pode ser que você precise ajustar alguma peça ou arrumar alguma coisa. Isso significa ainda mais gastos com carro. 

Ainda nesse tópico, considerando eventuais trocas de luz, multas de trânsito e até mesmo os pedágios que você vai passar quando viajar. Todos eles devem ser considerados, pois assim você faz uma estimativa e consegue entender quanto realmente em quanto gira os seus investimentos. 

8. Garagem e estacionamento

Se o lugar que você mora não disponibiliza uma garagem, então é bem provável que você queira alugar uma. Além de manter o seu carro mais protegido, essa é uma maneira eficiente de diminuir os seus gastos com seguro. Faça uma pesquisa e considere quais seriam os gastos na região que você mora — caso não tenha garagem disponível, claro.

Para fechar, é bom lembrar dos gastos com estacionamento também. Sempre que você vai ao shopping, lojas ou outros ambientes na região central, é bem provável que tenha que desembolsar uma quantia de estacionamento.

Depois de ler essa postagem completa e entender quais são os gastos com carro que você terá em uma eventual compra, é bom ver se tudo isso cabe no seu bolso. Assim você fica preparado para as formas de pagamento e aproveita ainda mais esse investimento. Para aproveitar esse momento de informação, que tal aproveitar para descobrir qual é o momento ideal para vender o seu carro? Saiba mais neste post

Você pode gostar
Confira nossa lista com 4 dicas para dirigir à noite com segurança
Manutenção em carros usados: 7 itens obrigatórios para avaliar

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This