Venda

Vale a pena vender seu carro para uma concessionária ou loja? Entenda aqui

Conseguir um comprador para um automóvel não é uma tarefa fácil. Por isso, muita gente opta por negociar o carro diretamente com uma revendedora.

Embora seja uma opção atrativa para efetuar o negócio de maneira mais rápida e prática, passar o carro para revenda pode representar um prejuízo bastante considerável para o dono do veículo, e por isso é um assunto que requer muita atenção.

Lucro

O primeiro passo para entender o negócio que uma revenda de carros irá te propor é entender qual o objetivo dela. Para haver ganho, a empresa precisa vender o seu veículo por um preço superior ao que pagou quando comprou de você. Portanto, ela precisa baixar o valor de compra para conseguir obter uma boa margem de lucro na venda.

Custos iniciais

O carro sofre uma desvalorização com o tempo e, portanto, a cada dia que ele permanece na revenda, seu valor diminui. Por isso, também é importante atentar-se aos investimentos necessários no veículo usado, que é adquirido pela empresa, para possibilitar a venda como: troca de pneus, pequenos reparos de motor e lataria.

Somando-se isso ao custo de manutenção da empresa e o espaço físico, chegamos à conclusão que somente baixando muito o valor de compra que ela poderá obter um lucro na hora de revender o carro.

Margem de lucro

Estima-se que, somados todos os gastos necessários para deixar um carro usado em boas condições de venda, a revenda precisa pagar, em média, um preço 20% abaixo da tabela Fipe em um veículo usado para obter de 2% a 5% de lucro real quando ele for efetivamente vendido — dependendo de cada caso, essa redução do valor pode chegar a 50%.

Vendedores

Lembre-se sempre que ao vender o carro para revenda, você negociará com um vendedor, cujo objetivo é obter o maior lucro possível na negociação. Isso já te coloca em desvantagem, principalmente se ele tentar se aproveitar da sua inexperiência para pagar um valor ainda menor que o habitual.

Por conta própria

Fazer pessoalmente o negócio envolve uma série de fatores bem negativos, como a dedicação de tempo e a divulgação do seu telefone de contato abertamente, sem saber quem exatamente terá acesso ao seu número dali em diante.

Além disso, é preciso ter conhecimento sobre o mercado e valores para ter a certeza de não ser passado para trás. É importante atentar-se, ainda, ao momento ideal para a negociação. Será necessário dedicar um bom tempo a atender interessados, ouvir propostas e saber avaliar se as condições oferecidas são mesmo as ideais.

Por uma questão de segurança, não é recomendado para quem não está acostumado a vender o carro para revenda, e anunciar pela internet, embora possa ser uma outra opção, também pode virar uma armadilha.

Se você gostou desse post, curta a nossa página no Facebook e acompanhe por lá mais novidades sobre vendas de automóveis.

Você pode gostar
Transferência de veículo: entenda como fazer corretamente
Como saber o valor do carro no mercado? Respondemos essa pergunta

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This