Cuidados

Veja 5 situações que contribuem com a perda do valor do seu carro

cigarro na venda do carro

O veículo é um bem que sofre uma desvalorização natural ao longo do tempo, mas você sabia que pequenos cuidados podem  evitar a perda de valor do carro?

Todo carro, quando sai da concessionária, já perde 20% do seu valor em uma eventual revenda. Após o primeiro ano, esta taxa se estabiliza em 3 ou 4% a cada 12 meses dependendo da marca e por isso, na hora de vender, quanto mais conservado seu carro estiver, menor será a sua perda financeira.

Veja abaixo 5 situações que contribuem para a perda de valor do seu carro e fique atento a elas para que esses problemas não ocorram com você.

1. Customização excessiva

Quanto mais customizado for o seu automóvel, mais difícil será vendê-lo. A explicação é simples: gosto é bastante pessoal e nem todos apreciarão as modificações que você fizer no seu carro.

Portanto, adesivos, tatuagens automotivas, rodas mais largas e até mesmo modificações na pintura devem ser feitas com bastante cautela. Se possível, opte por acessórios que possam ser retirados no momento de vender o carro.

2. Cheiro de cigarro dentro do carro

Carro de fumante é facilmente identificável por qualquer pessoa. O cheiro do tabaco impregna nas partes plásticas do painel e no estofado dos bancos. Além disso, sempre há o risco de queimar os tecidos com cinzas que caem por acidente.

Por isso, evite fumar dentro do carro. Caso haja odores fortes dentro do veículo, tanto de cigarro quanto de outros elementos, providencie uma limpeza interna completa em uma loja especializada.

3. Má conservação dos bancos e forrações

Já que falamos dos bancos, tome cuidado com manchas que podem surgir ao longo do uso do veículo, pois elas acabam dando um aspecto de excesso de quilometragem que não agrada aos compradores.

O mesmo vale para o forro do teto e para os plásticos do painel. Mantenha o veículo sempre limpo e, anualmente, providencie a limpeza dos tecidos internos.

4. Desgaste da pintura

A pintura do carro sofre muito com a ação do tempo, principalmente no Brasil, que conta com um clima muito variado ao longo do ano. Por isso, é importante tomar providências para mantê-la sempre novinha.

A cada semestre realize a aplicação de cera automotiva e a cada 12 meses providencie a cristalização da pintura, que recupera a tonalidade original do carro.

Caso a lataria esteja com pequenos arranhões, não tente consertá-los. É melhor mostrar ao comprador interessado que se trata de um dano pequeno, do que tentar disfarçá-lo e despertar dúvidas.

5. Ruídos

Infelizmente a qualidade do asfalto em alguns locais não é das melhores e, por isso, a medida em que o carro fica mais rodado, novos ruídos podem aparecer. Por essa razão, é importante ficar atento a eles para que possam ser feitos os devidos reparos, afinal, podem ser bastante desconfortantes para quem estiver dentro do veículo.

Viu como você pode evitar a perda de valor do carro com atitudes simples? Portanto, cuide muito bem do seu veículo e garanta um bom negócio na hora da revenda. Então, se você gostou deste conteúdo, siga nosso perfil nas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Linkedin e Instagram.

Você pode gostar
Você sabe quando e como fazer o rodízio de pneus?
Manutenção em carros usados: 7 itens obrigatórios para avaliar

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This