Venda

Vender seu carro para particulares é uma boa ideia?

vender seu carro para particulares

Vender carro para particulares é uma grande oportunidade para os dois lados. O comprador adquire um  automóvel por um preço acessível e quem vende recupera uma parte de seu investimento inicial.

Nesse tipo de opção, significa investir tempo e esforço durante meses antes de fechar negócio. Você pode conseguir um valor maior do que o oferecido pela concessionária, no entanto, é preciso tomar alguns cuidados para que a venda seja realmente vantajosa.

Vender seu carro para particulares: conhecendo e evitando riscos

O motivo pelo qual existe um grande número de fraudes — golpes e esquemas na negociação entre pessoas físicas—, está na garantia das partes. Nesse tipo de negociação, é preciso ter atenção, pois o Código de Defesa do Consumidor não protege nenhuma das partes. Já quando a venda é ocorrida entre pessoa física e jurídica, o consumidor passa a ter direitos. Considerando isso, entenda os principais riscos e como evitá-los:

Informações pessoais

Tome cuidado ao passar seus dados pessoais. Você não precisa colocar informações como telefone e endereço no anúncio. Existem pessoas que podem utilizar essas informações expostas para a aplicação de um golpe, por exemplo.

Você pode contornar esse problema recorrendo às principais plataformas de compra e venda de carro. Assim, consegue trocar mensagens com compradores usando um aplicativo no celular ou diretamente por e-mail.

Vistoria

Existem negócios que podem vir abaixo com alguns imprevistos, como uma tentativa de assalto no momento da vistoria do comprador. Por isso, na hora de mostrar o carro para um potencial comprador, marque o encontro em um local movimentado, exposto e aberto.

Evite ambientes que vulnerabilize você mesmo, como a sua casa. E não fique com receio de perder o comprador por isso! Uma pessoa honesta, idônea e interessada no seu carro estará de comum acordo em negociar em um local seguro.

Calotes

Existem inúmeros relatos de pessoas que levaram calotes ao tentar vender seu carro para particulares por conta própria. Algumas pessoas, por falta de conhecimento, acabam vendendo o veículo por um valor abaixo do preço justo. Outras,  recebem cheques que acabam cancelados. Em outros casos, ainda, bandidos aproveitam a desculpa de fazer um test drive para roubar o carro.

Para evitar problemas como esses, principalmente em relação ao pagamento, a opção mais segura é receber em dinheiro ou transferência bancária. É importante negociar e definir todos os detalhes antes de fechar o negócio. Somente assim, consegue garantir tranquilidade ao comprador e ao vendedor.

Outra dica indispensável ao vender para particular é: não transfira a titularidade do bem até que tenha a confirmação do pagamento integral. Dessa forma, você terá uma garantia caso não receba o valor previamente acordado.

Tempo

Outra grande preocupação no momento da venda é levar tempo demais para finalizar o processo. Pode ser preciso mostrar o carro para diversas pessoas antes de encontrar o comprador certo — algo que pode levar meses de dedicação.

Fazer anúncios em jornais classificados e acompanhar postagens na internet são ações sem prazo definido para acabar. Além disso, é bem provável que o vendedor passe por alguns inconvenientes. Um exemplo, são pessoas ligando para pedir descontos bem abaixo do valor anunciado.

Você aprenderá que essa é uma tarefa que, além do esforço, exige paciência e tolerância. E, mesmo após a venda, ainda é possível ter dor de cabeça. Se a documentação não for feita corretamente, o antigo proprietário pode continuar a receber contas e multas referentes ao veículo.

Para evitar esses e outros imprevistos, é preciso tomar cuidado e anunciar de forma correta, declarando débitos e pendências estaduais, caso existam, e qualquer outro tipo de surpresa desagradável. O fato é que a melhor forma de conseguir um comprador objetivo, comprometido e interessado é sendo um vendedor claro, direto e honesto.

Transferência de Titularidade

Saiba que, mesmo após ter recebido a quantia acordada entre você e o comprador, é necessário tomar algumas atitudes referentes a venda.

Você tem até 30 dias após a data da venda para ter preenchido o CRV (Certificado de Registro de Veículos) com informações como o valor da transação, informações de quem comprou e a sua assinatura. Então, você precisará ir a um cartório e reconhecer a autenticidade do documento, além de emitir uma cópia autenticada para si mesmo.

Depois, vá até o DETRAN de sua localidade e entregue a cópia autenticada evidenciando que houve a transferência legal e, com isso, você estará se isentando de quaisquer infrações geradas pelo uso posterior do veículo, já sob a tutela do novo dono.

É importante frisar que o prazo de 30 dias é para que você comunique o DETRAN da transferência. Excedendo o prazo você estará sujeito a aplicação de multa e a perda de 5 pontos na carteira de habilitação.

Concluindo: está na hora de vender o meu carro?

A melhor maneira de chegar a essa conclusão é se sujeitando a perguntas objetivas a respeito disso. Por exemplo, responda:

  • você tem um carro e não se lembra quando foi a última vez que foi trabalhar dirigindo?
  • você prefere utilizar o transporte público para evitar o estresse dos engarrafamentos diários e, ainda, economizar com combustível?
  • soluções tecnológicas como Uber e Cabify tornaram-se a sua forma principal de se deslocar pela cidade?
  • você utiliza seu carro aos finais de semana ou à noite e se sente desanimado ao saber que precisará procurar vaga para estacionar ou tomar cuidado com locais sem estacionamento adequado?
  • Não poderá beber com os amigos e dirigir depois… e ao fim desse desânimo todo, opta por uma das alternativas acima — ônibus, metrô, táxi ou Uber?

Se você respondeu que sim para a maioria desses cenários, então você tem grandes chances de pagar pelo seu veículo apenas para mantê-lo estacionado na garagem. Mesmo com pouco uso, um carro representa diversos gastos, como impostos, manutenção, reparos, documentação e, quando utilizado, o combustível.

Para evitar todos esses prejuízos, a melhor opção é vender seu carro para particulares. E, se chegou a hora da venda, também chegou a hora de planejar o que fazer com o dinheiro, que poderá ser usado para quitar dívidas, planejar uma viagem ou, até mesmo, investir no seu futuro de várias formas.

Depois de ter lido tudo isso, possivelmente você está desanimado com a ideia de vender para particular. Os riscos e incomodações parecem ser tantos que é fácil se convencer de que o melhor é entrar em uma revendedora com um carro e sair em 50 minutos de lá, mesmo que com uma quantia inferior.

Mas tenha calma! Para tudo há solução, e é exatamente nessa falha do mercado PF para PF que uma empresa desenvolveu uma alternativa perfeita. Entenda a seguir.

Empresa especializada: a solução para os riscos

Chegou à conclusão de que é o momento de vender seu carro e quer fazer o melhor negócio possível, mas não sabe por onde começar? A boa notícia é que existem alternativas. A venda de carros para particulares pode ser uma boa saída se feita por intermédio de uma empresa.

Se você não quer dispor do tempo e dedicação exigidos para essa tarefa e, ainda assim, quer se proteger de todos os perigos, a solução de um marketplace digital pode ser a ideal para você.

Optando por essa alternativa, você não precisará atender inúmeras ligações de desconhecidos todos os dias. Além disso, não precisará ter conhecimento ou experiência na venda de veículos. Assim como também, não precisa se preocupar com a burocracia e documentação.

A tarefa de vender seu carro para particulares se tornou muito mais segura e fácil com a consultoria da Volanty. Dispomos de uma equipe especializada pronta para tirar suas dúvidas e ajudá-lo a selar o melhor negócio!

Qual a melhor forma de vender seu carro?

Escolher a melhor forma de vender seu carro não é fácil. Existem muitos fatores a se pensar em cada opção: preço, divulgação, segurança, rapidez, conforto, entre outros. Para lhe ajudar nesse processo fizemos um e-book com várias dicas sobre como vender seu carro. Saiba mais clicando no banner a seguir:

como vender seu carro com segurança

Você pode gostar
avaliação de seminovo Volanty
Saiba como funciona a avaliação de seminovo na Volanty
foto de um dos carros mais vendidos
Conheça os 10 carros mais vendidos no Brasil
2 Comentários
  • Marcos Anacleto mar 5,2018 at 2018-03-05T11:54:51+00:000000005131201803

    Gostaria de vender meu Nissan Sentra SE 2012/2013, branco, automático, 2.0, 16 v. Moro em São Paulo.

    • Mariana maio 28,2018 at 2018-05-28T12:07:59+00:000000005931201805

      Oi, Marcos! Tudo bem? Vender seu carro na Volanty é bem simples! Bata marcar um agendamento para fazer a inspeção do seu carro com a gente: http://vender.volanty.com . Se tiver alguma dúvida, pode ligar para tel: (21)2018-0078

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This