Cuidados

Você sabe o que é e como funciona a vitrificação automotiva?

A vitrificação automotiva tem sido um assunto muito discutido ultimamente. Isso porque, até pouco tempo atrás, esse processo tinha um custo muito elevado, sendo acessível para apenas uma pequena parte dos amantes de carro, mas agora a realidade é outra.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe o artigo!

O que é a vitrificação automotiva?

É uma tecnologia criada por japoneses, através de nanotecnologia, especialmente para aplicação em automóveis, aviões, lanchas, etc, e foi desenvolvida para proteger a pintura e facilitar a manutenção diária.

O termo vitrificação origina-se dos componentes do produto, que são compostos químicos utilizados para a fabricação de vidros. Sendo assim, causam profundidade, transparência, efeito molhado e proteção extra para a pintura.

Como é feito o processo de vitrificação?

Após um minucioso processo de polimento e descontaminação da pintura, o produto é aplicado com um pano ou com uma esponja especial, em pequenas áreas, sobre toda a pintura do carro. Os vitrificadores se utilizam dos poros do verniz ou da pintura que permanecem abertos após o processo de polimento para se fixarem e preencherem perfeitamente a superfície.

Todo esse cuidadoso processo faz com que a aplicação se torne demorada, pois é preciso realizar cada etapa e respeitar o tempo de secagem completa (cura). O processo de cura total pode levar de 7 a 12 dias. Para acelerá-lo, pode se usar uma estufa.

Quais são as vantagens da vitrificação automotiva?

A película criada é extremamente resistente, possibilitando o polimento do carro sem o desgaste do verniz ou da pintura original e uma maior facilidade na manutenção diária, pois a sujeira sai com mais facilidade. Além disso, também permite um intervalo maior na aplicação de ceras.

Outra vantagem é a proteção contra o sol, a umidade, a chuva ácida, as fezes de aves, entre outros. Ela proporciona uma sensação aveludada na pintura e um toque que só pode ser explicado por quem já sentiu! Isso auxilia em uma revenda futura, pois um carro bem conservado tem maior chance de venda.

Quais cuidados devo ter após vitrificar meu carro?

Sempre respeite o tempo de cura antes de lavar o veículo. O uso de esponjas e produtos detergentes antes da secagem completa pode causar efeito de teia de aranha sob a vitrificação.

A vitrificação não substitui a lavagem ou a aplicação de cera comum, mas facilita o processo, reduzindo em até 60% o custo com a limpeza, pois apenas um jato de água forte será suficiente para remover sujeiras comuns.

Carros usados podem ser vitrificados?

Sim! Todos os carros — mesmo os veículos usados  podem passar por esse processo. Nesse caso, o profissional deverá preparar atentamente a superfície para a aplicação do produto.

Os carros zeros também podem e devem passar pela vitrificação, pois somente a pintura não é capaz de proteger contra as intempéries do cotidiano.

Qual a duração da vitrificação automotiva?

Dependerá muito do tipo do vitrificador, de sua dureza e da correta manutenção. Os vitrificadores com dureza 3 Mohs têm a duração média de um ano e, geralmente, são chamados de selantes de pintura. Enquanto os de 7 Mohs duram até três anos.

É a dureza do produto que definirá o seu valor. A escala Mohs quantifica a dureza dos minerais. Para se ter uma ideia, a dureza 1 foi dada ao talco, e a 10, ao diamante, substância mais dura conhecida na natureza.

A qualidade do produto fará toda a diferença na vitrificação automotiva!

Ficou interessado? Quer saber mais sobre esse e outros assuntos? Siga-nos nas redes sociais

Você pode gostar
Descubra o que é IPVA, DPVAT e Licenciamento de Veículos
Manutenção em carros usados: 7 itens obrigatórios para avaliar

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This